O CRCSE

O CRC-SE - Conselho Regional de Contabilidade do Estado de Sergipe faz parte do sistema de registro e fiscalização do exercício da profissão contábil, formado pelo Conselho Federal de Contabilidade, com sede em Brasília, e os Conselhos Regionais existentes em todos os Estados da Federação. Este sistema foi criado pelo Decreto-lei nº 9.295, de 27 de maio de 1946, assinado pelo então presidente Eurico Gaspar Dutra, e representou o resultado de um longo processo de gestões que a classe contábil, por meio de suas lideranças, realizou junto aos poderes públicos e à sociedade para criar um órgão colegiado que representasse a regulamentação definitiva da profissão.

O CRC/SE funciona em sede própria, em espaço confortável e de fácil acesso, totalmente voltado para o atendimento do contabilista sergipano. De segunda à quinta, o horário de funcionamento é das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30. E às sextas-feiras, o atendimento ocorre das 8h às 11h30 e das 13h às 15h30.

O Conselho tem as seguintes atribuições básicas/competências:

  • Orientar, disciplinar e fiscalizar o exercício da profissão contábil;
  • Promover o registro dos profissionais e o cadastramento das organizações contábeis;
  • Executar projetos de interesse social e profissional visando o aprimoramento técnico, educacional e cultural da classe contábil.

É composto por 24 conselheiros - 12 titulares e 12 suplentes (2/3 Contadores e 1/3 Técnicos em Contabilidade) e constituído de órgãos deliberativos e executivos, apoiados e assessorados pelos respectivos setores de execução.

Órgãos Deliberativos:

  • Plenário;
  • Conselho Diretor;
  • Câmara de Fiscalização;
  • Câmara de Registro;
  • Câmara de Controle Interno;
  • Câmara de Fiscalização, Ética e Disciplina;
  • Câmara de Desenvolvimento Profissional;
  • Câmara de Assuntos Administrativos.

Órgãos Executivos:

  • Presidência;
  • Vice-Presidência Administrativa;
  • Vice-Presidência de Fiscalização;
  • Vice-Presidência de Registro;
  • Vice-Presidência de Controle Interno;
  • Vice-Presidência de Ética e Disciplina;
  • Vice-Presidência de Desenvolvimento Profissional.