NOTÍCIAS

01/09/2017

CFC E CGU realizam Seminário Regional de Transparência e Controle Social em Aracaju

Durante toda a sexta-feira, dia primeiro, o Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE) foi sede do Seminário Regional Transparência e Controle Social, o evento faz parte de uma série de Seminários Regionais, que acontece em todo país e é uma realização do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União e apoio do Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe (CRCSE) e TCE/SE.

A presidente do CRCSE, Angela Dantas, falou sobre a importância dos profissionais da contabilidade no quesito transparência. "Estamos realizando o Seminário em Aracaju e com participação maciça da classe contábil, que vem mais uma vez mostrar o quanto esse profissional é importante no que diz respeito a transparência e controle social, a nossa participação nisso tudo é primordial", ressaltou a presidente.

O presidente do TCE, conselheiro Clóvis Barbosa de Melo, fez a abertura do evento com uma apresentação que destacou a atuação do TCE na transparência dos jurisdicionados. O conselheiro lembrou que o tema do Seminário deve ser sempre colocado em evidência pela importância na fiscalização dos recursos públicos.

"As iniciativas do Tribunal de Contas de Sergipe têm contribuído para melhorar a transparência, o efetivo controle social, na gestão pública. Hoje temos condições melhores para observar as irregularidades na aplicação de dinheiro público", disse Clóvis Barbosa.

De acordo com o vice-presidente de Desenvolvimento Operacional do CFC, Aécio Prado Dantas Júnior, os seminários estão espalhando pelos estados que já passaram a conscientização. "Já andamos por muitas cidades propagando e disseminando a transparência e o controle social, faltam agora para fecharmos os eventos de 2017, duas edições, trabalhar nesses temas é importante, principalmente no atual momento que estamos vivendo no país", relatou o vice-presidente.

Segundo a Ouvidora Geral da União Adjunta, Marlene Alves de Albuquerque, a intenção do CFC e da CGU é levar o seminário para todos os estados. "É uma satisfação realizarmos mais uma vez essa sequência de seminários para fomento da transparência e controle social, já foram vários estados, e em 2018 voltaremos para finalizar todos os estados da federação, porque é relevante que as pessoas entendam e se aproximem do tema".

Também compuseram a mesa de abertura o superintendente da Ouvidoria Geral da União em Sergipe, Frederico Resende de Oliveira, o secretário de Controle Externo do TCE/SE, Jackson Luiz Araújo Souza e o procurador geral do Ministério Público de Contas, João Augusto dos Anjos Bandeira de Melo. 


Seminários Regionais

O Seminário já passou por Manaus (AM), Palmas (TO), Porto Alegre (RS), Campina Grande (PB) e Belém (PA), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Aracaju (SE). Também irá percorrer Teresina (PI), dia 29/9; e Maceió (AL). O objetivo é gerar multiplicadores junto à sociedade civil, agentes públicos e comunidade contabilista, além de promover a divulgação do Programa de Fortalecimento das Ouvidorias (PROFORT).

Os Seminários têm duração de oito horas e contam com o apoio das Unidades da CGU nos Estados, dos Conselhos Regionais de Contabilidade (CRC) e da Academia Brasileira de Ciências Contábeis (ABRACICON).